Equipes começam a descer a pé para recuperar corpos do acidente aéreo no Irã

Teerã, 21 fev (EFE).- As equipes de resgate começaram nesta quarta-feira a descer a pé com alguns corpos de vítimas do acidente aéreo do Irã, já que o mau tempo impede que o trabalho siga com os helicópteros.

Sete corpos já foram levados para a base da montanha de Dena, onde a aeronave ATR-72 da companhia aérea Aseman caiu no domingo, informou o diretor-adjunto das operações terrestres do Exército, Kiumars Sharafi, à agência oficial "Irna". Já de acordo com o diretor da Cruz Vermelha na província de Isfahan, Mohsen Momeni, 32 "pacotes" com partes de corpos foram entregues às autoridades.

Durante as operações, o processo precisou ser suspenso por meia hora devido ao nevoeiro e a pouca visibilidade. O governador de Isfahan, Mohsen Mehralizadeh, explicou à agência "Irna" que os socorristas passaram "uma situação difícil" e existia risco. No caminho de descida há dois vales e duas geleiras, o que complica os trabalhos.

Até o momento, 33 corpos das 66 pessoas que estavam a bordo foram recuperados. Acredita-se que os outros estejam debaixo da neve. A identificação acontecerá cidade de Yasuj, capital da província Kohkiluyeh e Buyer Ahmad, segundo as autoridades locais. Os destroços do avião estão espalhados pela montanha e algumas partes estão cobertas de gelo, o que dificulta encontrar as caixas-pretas. O ATR-72 colidiu com o topo das montanhas de Dena, na Cordilheira de Zagros, entre as províncias de Isfahan e Kohkiluyeh e Buyer Ahmad. EFE

ar-mv/cdr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos