PUBLICIDADE
Topo

Trump ameaça tirar agentes de imigração da Califórnia

22/02/2018 18h28

Washington, 22 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou nesta quinta-feira retirar da Califórnia o apoio da patrulha fronteiriça e dos agentes de imigração perante a decisão desse estado de ser "santuário" de imigrantes.

"Se por acaso disséssemos: 'Deixemos que a Califórnia faça isso por si mesma', em dois meses suplicariam para que retornemos", disse o presidente durante uma reunião da Casa Branca sobre segurança.

"Estariam nos implorando. E quer saber? Estou pensando em fazer isso", acrescentou.

Trump afirmou que a Califórnia seria "um desastre criminal" se seu governo retirasse o apoio da patrulha fronteiriça e dos agentes do Serviço de Imigração e Controle de Alfândegas (ICE) devido, segundo disse, à forte presença das gangues.

"Estariam inundados, veríamos crimes como nunca antes se tinha visto o crime neste país. E, no entanto, não recebemos ajuda do estado da Califórnia. Estão fazendo um mau trabalho de administração, têm os impostos mais altos da nação e eles não sabem o que está acontecendo", completou o presidente americano.

A Patrulha Fronteiriça se dedica a evitar as entradas de cidadãos de forma ilegal, fundamentalmente através da fronteira com o México, enquanto o ICE tem o poder de aplicar a lei migratória em todo os Estados Unidos, investigar possíveis violações e deter imigrantes ilegais para sua deportação.

Durante uma discussão sobre a segurança escolar após o tiroteio ocorrido na semana passada na Flórida, Trump acrescentou que os integrantes do grupo MS-13 que são deportados dos Estados Unidos retornam à Califórnia com tranquilidade.

"São inteligentes, na realidade têm franquias indo para Los Angeles", assegurou.

Mais tarde, perguntado pela ideia de Trump de retirar os agentes migratórios da Califórnia, o porta-voz adjunto da Casa Branca, Raj Shah, opinou que esse estado "deveria fazer cumprir" as leis migratórias.

"Não me anteciparia a nada do que o presidente poderia fazer, mas algumas decisões na Califórnia foram muito preocupantes", acrescentou o porta-voz na sua entrevista coletiva diária.

A Califórnia, governada pelo democrata Jerry Brown, é um dos estados com maior população imigrante, mas ignorou os apelos da Casa Branca para colaborar com as autoridades federais para perseguir ativamente os imigrantes ilegais, argumentando que a maioria deles não são criminosos e estão há décadas instalados no país.