PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Kuczynski agradece a simpatizantes que o apoiaram em sua residência

22/03/2018 01h13

Lima, 21 mar (EFE).- O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, agradeceu na quarta-feira a um grupo de simpatizantes que foram até a porta de sua casa, em Lima, para prestar seu apoio, após anunciar sua renúncia do cargo.

Cerca de 50 partidários de Kuczynski chegaram ao local levando balões brancos e bandeiras peruanas, vindos da cidade de Cuzco, segundo imagens das emissoras de televisão.

Kuczynski saiu para saudar seus seguidores e disse algumas palavras de agradecimento, no meio de um forte esquema policial que impedia o acesso da imprensa à residência.

Os simpatizantes tinham a intenção de apoiar Kuczynski na sessão plenária do Congresso, anunciada para esta quinta, na qual iria entrar em debate um pedido de destituição contra si, segundo explicaram à "RPP Notícias".

No entanto, após a renúncia de Kuczynski, pedida por todos os setores políticos depois da divulgação de vídeos sobre uma suposta compra de votos de legisladores, seus partidários foram ao domicílio do líder para apoia-lo.

O chefe de Estado enfrentaria nesta quinta uma segunda moção de vacância do Congresso pelas suas ligações contratuais com a construtora Odebrecht, mas o partido fujimorista Força Popular divulgou ontem alguns vídeos que revelaram a tentativa de compra de votos de um legislador por parte dos seus aliados políticos e alguns funcionários.

Nesta quinta, o Congresso debaterá a carta de renúncia de Kuczynski e na sexta-feira vai proceder uma votação e, imediatamente, a tomada de posse como presidente do primeiro vice, Martín Vizcarra, que até hoje atuava como embaixador no Canadá.

Internacional