PUBLICIDADE
Topo

Internacional

China afirma que Kim confirmou compromisso com desnuclearização da Coreia

27/03/2018 22h47

(Atualiza com novos detalhes das conversas entre Xi e Kim).

Pequim, 28 mar (EFE).- A China anunciou oficialmente nesta quarta-feira (data local) que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, realizou uma visita a Pequim esta semana, durante a qual afirmou seu compromisso para alcançar a desnuclearização da península coreana.

"Nossa posição constante é estar comprometidos com a desnuclearização da península", declarou Kim durante suas reuniões com o presidente da China, Xi Jinping, segundo informou a agência oficial chinesa "Xinhua".

Kim, que pode se reunir nos próximos dius meses com os presidentes da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, disse confiar que esse diálogo pode dar frutos depois dos passos dados pelo seu país para reduzir a tensão.

"A questão da desnuclearização da península coreana pode ser resolvida se a Coreia do Sul e os Estados Unidos responderem a nossos esforços com boa vontade e criarem uma atmosfera de paz e estabilidade enquanto tomam medidas progressivas e sincronizadas para se chegar à paz", acrescentou Kim.

O líder norte-coreano ressaltou ainda que quer aumentar a cooperação estratégica com a China durante todo este processo.

Por sua vez, Xi ressaltou o apreço de Pequim pelos passos dados pela Coreia do Norte nos últimos meses para avançar na distensão e reiterou que a China terá uma atitude construtiva e trabalhará com todas as partes, às quais pediu que apoiem a atual melhoria de relações entre as duas Coreias.

O líder chinês esteve acompanhado de alguns dos seus homens de confiança, entre eles o novo vice-presidente Wang Qishan.

Xi Jinping disse que concordaram em "avançar a amizade tradicional" entre ambos países, e neste sentido realizou uma série de propostas para aprofundar a relação, incluindo as visitas recíprocas de altos cargos.

Pequim foi tradicionalmente o maior aliado diplomático e econômico de Pyongyang, mas nos últimos anos apoiou e colocou em prática sucessivas resoluções do Conselho de Segurança da ONU com sanções econômicas contra a Coreia do Norte por seus programas de armas nucleares e de mísseis balísticos.

Embora tenha ressaltado seu apoio ao regime de Pyongyang, especialmente em seu objetivo de melhorar a economia e as condições de vida da população, Xi frisou que a China espera que haja estabilidade política na Coreia do Norte.

Kim esteve em território chinês entre domingo e quarta-feira, segundo a informação oficial (o que incluiria os deslocamentos em trem), no que foi sua primeira visita ao exterior desde que chegou ao poder no início de 2011.

O líder norte-coreano viajou acompanhado da sua esposa, Ri Sol-Ju.

Ambos dirigentes tiveram uma reunião no Grande Palácio do Povo que a informação não data, mas que provavelmente ocorreu na segunda-feira, dia em que a praça Tiananmen esteve fechada.

Além disso, Xi e sua esposa, Peng Liyuan, assistiram a uma apresentação artística junto com Kim e Ri.

Internacional