Guarda Costeira italiana resgata mil imigrantes em 48 horas no Mediterrâneo

Roma, 23 mar (EFE).- Cerca de mil imigrantes foram resgatados durante as últimas 48 horas em 13 operações em águas do Mediterrâneo central, informou nesta segunda-feira à Agência Efe a Guarda Costeira da Itália.

Durante o sábado aconteceram sete operações de resgate e aproximadamente 400 pessoas foram socorridas, enquanto no domingo foram mais de 500 os imigrantes salvos por embarcações da Guarda Costeira, da Marinha italiana, do dispositivo de Frontex, ONGs e um navio mercante.

A estes resgates se somam algumas operações que ocorrem neste momento na região por conta do naufrágio de um bote no qual, por enquanto, foi registrada a morte de uma mulher de 25 anos, segundo comunicou a ONG espanhola Proactiva Open Arms em seu perfil no Twitter.

Outra organização humanitária que está operando no Mediterrâneo central, a Sos Mediterranèe, junto com a Médicos sem Fronteiras, atracou nesta manhã no porto de Trapani, na ilha italiana da Sicília, para desembarcar 537 pessoas, entre elas 85 mulheres, quatro delas grávidas, três recém-nascidos e 125 menores.

Por outro lado, a Guarda Costeira da Líbia recuperou ontem em águas do Mediterrâneo os corpos de 11 pessoas e resgatou outras 80 a 16 milhas náuticas das praias de Sabratha.

Em 2018 foram resgatados até agora 7.814 imigrantes no Mediterrâneo central, número 84,84% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pelo Ministério do Interior da Itália na última sexta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos