Nigéria quer transformar esconderijo do Boko Haram em atração turística

Abuja, 25 abr (EFE).- O Exército da Nigéria quer transformar a floresta de Sambisa, esconderijo do grupo jihadista Boko Haram no nordeste do país, em atração turística, informou nesta quarta-feira a imprensa local.

O chefe do Estado Maior do Exército de Terra da Nigéria, o tenente-general Tukur Buratai, garantiu que suas forças trabalharão com o Serviço de Nacional de Parques e o governo do estado de Borno, onde está a floresta, para alcançar esse objetivo.

Buratai fez esses comentários nesta terça-feira em reunião no quartel-general do Exército, em Abuja, com o conservador-geral do Serviço Nacional de Parques, Ibrahim Goni, que destacou a importância de uma área natural que afeta "a economia da nação".

A floresta de Sambisa, que faz parte do Parque Nacional Basin do Chade, serve de refúgio ao Boko Haram e acredita-se que nesse local o grupo terrorista reteve em 2014 mais de 200 meninas sequestradas na cidade de Chibok, das quais 112 ainda permanecem em cativeiro, em um ato que deu a volta ao mundo.

Em 2015, o Exército nigeriano iniciou uma ofensiva na floresta contra os jihadistas que se desacelerou depois pelas minas colocadas pelos terroristas e o melhor conhecimento do terreno destes.

Há décadas, Sambisa chegou ser uma reserva famosa pelos safáris, com uma grande população de leopardos, leões, hienas e elefantes, mas nos últimos anos perdeu fauna e flora pela falta de gestão e a presença de Boko Haram. EFE

po-pa/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos