Aumenta para 77 número de mortos na campanha antidroga em Bangladesh

Daca, 27 mai (EFE).- O número de mortos na operação antidroga do Governo de Bangladesh, que ativistas de direitos humanos compararam com a do presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, já chegou a 77 em menos de duas semanas, após outros nove supostos traficantes morrerem nas últimas horas.

No distrito sudeste de Cox's Bazar, morreu em um confronto com o Batalhão de Ação Rápida (RAB, em inglês) um suposto traficante considerado pelas autoridades como "chefão" do contrabando do estimulante yaba, disse à Agência Efe o comandante do RAB na região, Ruhul Amin.

"Ontem à noite nossa equipe estava patrulhando em Marine Drive e viram uma motocicleta que levava yaba na área de Noakhali. Quando no viram os motociclistas começaram a disparar, nós também disparamos", detalhou a fonte.

As outras oito mortes aconteceram em confrontos com as forças de segurança nos distritos de Mymensingh (norte), Bagerhat (sul), Noakhali (sul), Chandpur (sudeste), Chittagong (sudeste), Kushtia (oeste), Thakurgaon (norte) e Khulna (sudoeste), informaram à Efe diversas fontes da Polícia e o RAB nessas demarcações administrativas.

Segundo o RAB, durante a campanha foram detidas 3.300 pessoas e forma condenadas a penas de multas e prisão a 2.795 traficantes e consumidores de entorpecentes, em julgamentos realizados por tribunais itinerantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos