Proprietário do Chelsea, russo Roman Abramovich se torna cidadão israelense

Jerusalém, 29 mai (EFE).- O multimilionário russo de origem judaica Roman Abramovich, proprietário do Chelsea, se tornou cidadão de Israel, país para o qual imigrou nesta semana após iniciar o trâmite para receber a nacionalidade há poucos dias.

O empresário de 51 anos, que chegou na segunda-feira a Israel, passou a ser imediatamente o cidadão mais rico do país graças à fortuna de US$ 11,5 bilhões, segundo dados da revista "Forbes", à frente dos US$ 9,3 bilhões do magnata Eyal Ofer, de acordo com a revista de negócios "Globes Israel's Business Arena".

No primeiro dia como cidadão israelense, Abramovich visitou os escritórios da empresa de tecnologia StoreDot, da qual é um dos principais investidores através da Millhouse Capital no Reino Unido.

"Globes Israel's Business Arena" destacou que Abramovich terá graças à legislação israelense uma isenção de impostos de lucro no exterior durante os próximos dez anos, período no qual também não precisará informar às autoridades a origem da renda.

A imprensa aponta que Abramovich iniciou os trâmites para obter a cidadania depois de enfrentar dificuldades para renovar seu visto no Reino Unido. Agora, terá um passaporte israelense, com o qual não necessitará um visto para o Reino Unido.

Abramovich é proprietário do hotel Varsano, uma propriedade situada no exclusivo bairro de Neve Tzedek, em Tel Aviv, que comprou em 2015 do marido da atriz israelense Gal Gadot e que agora estaria transformando em sua residência, segundo a imprensa local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos