PUBLICIDADE
Topo

Paraguai descarta sobreviventes em acidente de avião no qual viajava ministro

26/07/2018 12h50

Assunção, 26 jul (EFE).- Funcionários especializados estão tentando recuperar nesta quinta-feira os destroços do pequeno avião que se acidentou na noite de ontem em uma região pantanosa da cidade de Ayolas, no sul do Paraguai, no qual viajava o ministro de Agricultura e Pecuária do país, Luis Gneiting, e outras três pessoas, e descartaram a existência de sobreviventes.

"Pela cena, acredito que as chances de que haja sobreviventes são cada vez menores", disse à Agência Efe Rubén Aguilar, administrador do aeroporto internacional de Assunção.

Aguilar afirmou que o corpo de um dos ocupantes do pequeno avião já foi encontrado. A aeronave foi seriamente danificada pelo impacto e ficou parcialmente submersa em uma região de estuários a cerca de 8 quilômetros do aeroporto de Ayolas, de onde decolou na tarde de ontem.

Além de Gneiting, viajavam no pequeno avião o vice-ministro de Pecuária, Vicente Ramírez; o ex-vice-ministro de Agricultura e Pecuária, Gerardo López, que também era o piloto, e o funcionário do ministério e copiloto Luis Charotti.

Aguilar acrescentou que o pequeno avião pegou fogo ao cair, e que levará horas para recolher os destroços para realizar uma investigação posterior que determine as causas do acidente.

O pequeno avião foi localizado por helicópteros na manhã de hoje, já com luz do dia, após uma tentativa infrutífera de resgate por terra durante a noite, que contou com a ajuda de civis a cavalo e embarcações.

O pequeno avião, um modelo Baron BE58, partiu de Ayolas, que fica a cerca de 300 quilômetros da capital Assunção, na tarde de quarta-feira e, logo em seguida, perdeu comunicação.

Gneiting, um veterano político do Partido Colorado, foi designado em maio como ministro de Agricultura e Pecuária pelo presidente Horacio Cartes.