PUBLICIDADE
Topo

Ataque de rebeldes ugandenses na RDC deixa 18 mortos

23/09/2018 07h04

Kinshasa, 23 set (EFE).- Pelo menos 14 civis e quatro militares morreram e várias pessoas ficaram feridas em uma incursão de supostos rebeldes da Frente Democrática Aliada (ADF), da Uganda, no município de Rwenzori, no nordeste da República Democrática do Congo (RDC), informou a imprensa local.

Os rebeldes chegaram a esta cidade situada na fronteira com a Uganda e próxima à cidade de Beni, em Kivu do Norte, no sábado à tarde, segundo afirmam testemunhas locais citadas hoje pela emissora da missão da ONU (Monusco) na RDC, a "Rádio Okapi".

O grupo atacou uma posição das forças armadas congolesas e o Exército entrou em cena para contê-lo, o que provocou confrontos até o começo da noite.

O número de mortos no ataque pode continuar aumentando, já que não há um balanço oficial.

A população identificou aos rebeldes ugandenses como os responsáveis pelo ataque, um grupo que começou sua campanha de violência em 1996 no distrito de Kasese, no oeste da Uganda, após o qual se expandiu para várias zonas próximas à fronteira com a RDC.