PUBLICIDADE
Topo

Confrontos entre etnias rivais deixam 40 mortos e 80 feridos na Somália

23/10/2018 11h41

Mogadíscio, 23 out (EFE).- Pelo menos 40 pessoas morreram e outras 80 ficaram feridas ontem na região de Sool, no norte da Somália, em um confronto entre etnias rivais de um mesmo clã, informaram nesta terça-feira veículos de imprensa locais.

Os combates começaram depois que membros de facções rivais do clã Dhulbahante trocaram tiros, afirmou o governador da região, Abdirashid Hussein, em declarações ao jornal "Jowhar".

Outras 80 pessoas ficaram feridas, o que causou um colapso nos serviços de saúde da região, segundo Hussein.

Essas facções rivais firmaram há dez dias um cessar-fogo após longas conversas de paz, mas os confrontos ainda não terminaram.

As disputas entre clãs na Somália começaram em 2004, após a assinatura de um acordo de paz na região de Sool, que é disputada pela autoproclamada independente Somalilândia e a semiautônoma Puntlândia.

Essa disputa territorial é mais uma das que acontecem nesta nação do Chifre da África, onde o grupo jihadista Al Shabab, que se filiou em 2012 à rede internacional da Al Qaeda, controla parte do território no centro e no sul do país.

A Somália vive em um estado de guerra e caos desde 1991, quando o ditador Mohammed Siad Barre foi derrubado, o que deixou o país sem um governo efetivo e nas mãos de milícias radicais islâmicas, senhores da guerra e grupos de criminosos armados.