PUBLICIDADE
Topo

FBI investiga bomba achada na casa do multimilionário George Soros

23/10/2018 14h15

Nova York, 23 out (EFE).- O FBI (polícia federal dos Estados Unidos) deu início nesta terça-feira a uma investigação sobre uma bomba achada na caixa de correio da residência do multimilionário e filantropo americano George Soros, ao norte do estado de Nova York.

O escritório do FBI em Nova York informou através da sua conta no Twitter que assumiu o caso e que não fará comentários neste momento sobre o incidente.

"Estamos conduzindo uma investigação na residência e seus arredores em Bedford, Nova York. Não há uma ameaça à segurança do público e não temos mais comentários neste momento", destaca a mensagem.

Um funcionário de Soros achou ontem à tarde o pacote na caixa de correio da residência, nos subúrbios ao norte do estado, e afirmou às autoridades que lhe pareceu ser um dispositivo explosivo, razão pela qual o levou a uma área de mata e chamou à polícia.

Uma fonte policial confirmou ao jornal "The New York Times" que o aparelho estava perto da casa do milionário de 88 anos, que não estava presente nesse momento, e, como não explodiu por si próprio, os técnicos da brigada de bombas "o detonaram proactivamente".

As autoridades não determinaram ainda se o pacote foi enviado pelo correio ou foi colocado diretamente na caixa e até o momento não há suspeitos.

Soros é um filantropo e ativista político que ficou rico através de fundos de investimento e que doa milionárias quantias de dinheiro para apoiar causas progressistas e candidatos democratas.

Seu ativismo político o tornou alvo frequente de grupos de extrema direita, mas as autoridades ainda não informaram se estão investigando algum deles concretamente.