PUBLICIDADE
Topo

Israel bombardeia 80 pontos de Gaza após lançamento de foguetes

27/10/2018 04h17

Jerusalém, 27 out (EFE).- O Exército israelense atacou na noite de sexta-feira cerca de 80 alvos militares na Faixa de Gaza, como resposta ao lançamento por milicianos palestinos de mais de 30 foguetes contra Israel, mas por enquanto nenhuma morte foi relatada pelos dois lados.

Israel responsabilizou dos ataques ao movimento islamita Hamas - que controla de fato a Faixa de Gaza, mas que não reivindicou a autoria dos lançamentos - e "em resposta às suas graves ações, dezenas de aviões de combate, helicópteros e aeronaves do Exército realizaram um ataque noturno de grande escala contra aproximadamente 80 alvos" desse grupo na Faixa de Gaza, comunicou em nota oficial.

Entre os alvos atacados estava um edifício de quatro andares que o Exército diz que "servia como a nova sede dos Serviços de Segurança do Hamas no bairro de Daraj".

A nota afirma que o imóvel era propriedade do Hamas e que antes de iniciar o ataque, "as tropas pediram várias vezes que os moradores abandonassem o edifício".

Também foram bombardeadas "duas fábricas de armas", "cinco complexos militares", "uma base de treino em Rafah, um posto de observação antiaéreo em Beit Lahia" e "a entrada para um túnel ofensivo" na cidade de Khan Yunis.

Israel identificou o lançamento de 30 projéteis vindos de Gaza que começaram por volta das 22h (hora local), a partir do qual o sistema de defesa antimísseis Cúpula de Ferro interceptou algumas dezenas, dois caíram dentro no litoral e o resto em espaços abertos no país.

Nas comunidades israelenses vizinhas, as sirenes antiaéreas soaram em várias ocasiões ao longo da noite, fazendo com que milhares de civis procurassem pelos refúgios, especialmente na cidade de Sderot e o Conselho Regional de Sha'ar HaNegev.