PUBLICIDADE
Topo

Avião acidentado na Indonésia "era relativamente novo", segundo autoridades

29/10/2018 03h34

Jacarta, 29 out (EFE).- O avião da companhia indonésia de baixo custo Lion Air que caiu nesta segunda-feira com 188 ocupantes a bordo "é relativamente novo", disse o presidente do Comitê Nacional de Segurança do Transporte do seu país, Soerjanto Tjahjono.

A aeronave, uns Boeing 737, entrou em funcionamento em meados de em agosto passado e tinha cerca de 800 horas de voo, disse Soerjanto em entrevista coletiva.

"Não podemos pressupor nada antes de encontrar as caixas-pretas e analisar a gravação da torre (de controle aéreo)", acrescentou.

A companhia aérea, por sua vez, afirmou que os pilotos do avião tinham mais de 11 mil horas de experiência.

A Indonésia confirmou que um avião da Lion Air caiu no mar de Java poucos minutos depois de decolar do aeroporto de Jacarta com 188 ocupantes a bordo, 181 passageiros e sete tripulantes.

A aeronave, um Boeing 737 com número de voo JT610, desapareceu dos radares 13 minutos depois de decolar do aeroporto de Jacarta às 6h20 (horário local, (20h20 de domingo em Brasília) com destino a Pangkal Pinang.

Antes de cair, o piloto tinha solicitado o regresso ao aeroporto da capital indonésia, disseram as autoridades.

No momento do desaparecimento, o aparelho sobrevoava o mar de Java, disse o diretor da agência nacional de emergência, Muhammad Syaugi, durante entrevista coletiva em Jacarta.

Na aeronave viajavam 181 passageiros - entre eles três crianças - e sete tripulantes - dois pilotos e cinco auxiliares de voo -, segundo os números oficiais.

Outras autoridades falam que eram seis os assistentes de voo e 189 as vítimas.

O porta-voz das equipes de emergência, Sutopo Purwo Nugroho, mostrou na sua conta do Twitter os primeiros destroços encontrados: partes da fuselagem, assentos e objetos pessoais das vítimas, entre outros.

Segundo o especialista em aviação Gerry Soejatman, os destroços achados assinalam que "a aeronave teria impactado na água com grande velocidade".

O avião deveria aterrissar uma hora depois de sua partida na cidade citada, que fica na ilha de Bangka.

Cerca de 160 homens de equipes de salvamento em várias embarcações e helicópteros estão na suposta região do acidente na busca de sobreviventes e das caixas-pretas do aparelho, que servirão para posterior esclarecimento do sucedido.

Fundada em 1999, a Lion Air só conta até o momento com um acidente nos seus registros, o acontecido em 2004 na cidade de Solo e onde 25 pessoas morreram.

Apesar disso, a empresa, a maior companhia aérea de baixo custo da Indonésia, sofreu incidentes menores como o ocorrido em 2013 quando um avião caiu durante a aproximação final ao aeroporto internacional de Ngurah Rai, na ilha de Bali, no qual 108 pessoas sobreviveram.