Topo

Rio volta a ter a maior árvore de Natal flutuante do mundo

Marcelo Fonseca/Estadão Conteúdo
Vista da queima de fogos na inauguração da Árvore de Natal da Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio de Janeiro Imagem: Marcelo Fonseca/Estadão Conteúdo

No Rio de Janeiro

01/12/2018 23h33

A maior árvore de Natal flutuante do mundo voltou neste sábado (1º) a brilhar no Rio de Janeiro, acompanhado de um espetáculo pirotécnico e em meio a uma grande expectativa após dois anos de ausência.

A árvore, uma estrutura metálica de 70 metros de altura e composta por 900 mil lâmpadas led, foi iluminada neste sábado sobre a Lagoa Rodrigo de Freitas, na região sul da capital fluminense.

A última vez que isto aconteceu foi em 2015, ano no qual um forte vento a quebrou a uma semana da inauguração e obrigou a reduzir sua altura dos tradicionais 85 metros para pouco mais de 50.

O ato de inauguração, do qual participaram centenas de pessoas, teve espetáculo de fogos de artifício que durou sete longos minutos.

A árvore será acesa todas as noites até o próximo dia 6 de janeiro, período no qual acontecerão atividades culturais nos arredores, como shows, diferentes decorações natalinas e um ponto para se tirar fotografias.

Papai Noel também estará presente, embora somente nos fins de semana.

De acordo com a Prefeitura do Rio, a árvore flutuante do Rio, o maior de seu tipo no mundo, segundo constatou o livro Guinness dos Recordes, costuma reunir 200 mil visitantes ao longo das festas natalinas.

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, afirmou em comunicado que a cidade "vem enfrentando desafios" e que o regresso da árvore flutuante foi possível graças à busca de "parceiros na iniciativa privada".