PUBLICIDADE
Topo

Marrocos detém 3 suspeitos de degolar turistas escandinavas

20/12/2018 07h45

Rabat, 20 dez (EFE).- As autoridades marroquinas detiveram nesta quinta-feira em Marrakech três suspeitos do assassinato na segunda-feira passada de duas turistas escandinavas, degoladas dentro da sua barraca em uma região montanhosa no Alto Atlas, informou o Birô Central de Investigações Judiciais (BCIJ, órgão antiterrorista).

Os três suspeitos eram procurados desde segunda-feira passada, quando foram encontrados os corpos de uma turista norueguesa e outra dinamarquesa, e desde ontem as autoridades divulgaram retratos falados dos supostos assassinos.

Os detidos estão submetidos à investigação judicial sob supervisão da Promotoria Geral para "determinar as circunstâncias deste ato criminoso e revelar os verdadeiros motivos", assim como "comprovar a tese da motivação terrorista", acrescentou o BCIJ em comunicado.

Há um quarto suspeito detido desde terça-feira passada, do qual se desconhece sua identidade ou sua imagem.

"O caso está resolvido", garantiram à Agência Efe fontes policiais, que confirmaram que tentam agora verificar "a tese de um atentado terrorista".

Por outro lado, a motivação terrorista foi confirmada hoje na Noruega, cujo primeiro-ministro, Lars Loekke Rasmussen, disse que se tratou de um ataque "politicamente motivado e, portanto, um atentado terrorista". EFE