PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Fechamento do governo dos EUA vai durar pelo menos até quinta-feira

22/12/2018 19h59

Washington, 22 dez (EFE).- O fechamento parcial do governo dos Estados Unidos se prolongará pelo menos até quinta-feira, depois que as duas câmaras do Congresso suspenderam neste sábado as suas respectivas sessões sem um acordo sobre o financiamento federal, que expirou à meia-noite de ontem.

O líder da maioria republicana do Senado, Mitch McConnell, anunciou que o Senado se reunirá informalmente na segunda-feira, 24 de dezembro, e voltará ao trabalho na quinta-feira, 27, às 16h para ver se conseguiu um acordo que permita reabrir o governo. A Administração está paralisada porque republicanos e democratas não chegaram a um acordo ontem à noite sobre os US$ 5 bilhões que o presidente Donald Trump quer incluir nos orçamentos para financiar o muro com o México.

McConnell disse hoje que o orçamento só se submeterá a voto no Senado quando as negociações conseguirem uma "solução aceitável" para todas as partes, ou seja, quando a lei orçamentária tiver garantidos os 60 votos de que necessita para ser aprovada no Senado. Os republicanos, que têm maioria na Câmara Alta, precisam de nove votos dos democratas para aprovar o orçamento, que para se transformar em lei deve ser assinado por Trump.

Por enquanto, a Casa Branca se nega a ceder em seus pedidos e considera que os democratas são os que devem "se adaptar" ao requerido pelo presidente e ceder, incluindo no orçamento os US$ 5 bilhões para o muro, disseram hoje funcionários do governo. No entanto, os líderes democratas se negam a incluir e acreditam que a paralisação é culpa de uma "birra" do líder.

O fechamento afeta 800 mil dos 2,1 milhões de trabalhadores federais dos Estados Unidos, que deixarão de receber o salário, embora o recuperem quando um orçamento for aprovado.

Nesta ocasião, o fechamento é parcial porque três quartos do governo - incluído o Pentágono - têm financiamento até setembro de 2019. Porém, a paralisação administrativa afeta agências de dez ministérios, incluindo Transporte, Justiça e Segurança Nacional; assim como ao Serviço de Arrecadação de Impostos (IRS), a Fazenda dos Estados Unidos. Essas agências ficaram sem financiamento a meia-noite de ontem, mas o impacto real do fechamento de governo começará a ser sentido na quarta-feira porque a maioria dos funcionários está de recesso nos dias 24 e 25.

Este é o terceiro fechamento que Trump enfrenta desde que chegou ao poder, no início de 2017. EFE

Internacional