PUBLICIDADE
Topo

Chineses são detidos no Zimbábue com US$ 1 milhão em chifres de rinoceronte

26/12/2018 14h47

Harare, 26 dez (EFE).- As forças de segurança do Zimbábue prenderam recentemente sete cidadãos chineses na cidade turística de Victoria Falls, que fica perto das cataratas de mesmo nome, com uma carga de chifres de rinoceronte avaliada em cerca de US$ 1 milhão, informou nesta quarta-feira a imprensa local.

As forças de segurança foram alertadas por uma das funcionárias de limpeza de um hotel do bairro Aerodrome, segundo o site de notícias "NewZimbabwe.com", e detiveram os sete acusados no último domingo.

"A polícia solicitou uma ordem de inspeção e entrou no estabelecimento na manhã de domingo", explicou o promotor Bhekimpilo Tshabalala, citado pelo site de notícias.

No total, foram apreendidos 20 quilos de chifres de rinoceronte escondidos em sacolas plásticas, mas sua procedência ainda é desconhecida.

Os sete detidos têm idades entre 25 e 35 anos e permanecerão presos até 3 de janeiro, quando começarão as audiências judiciais pelo caso.

Este é um dos maiores grupos de estrangeiros já detidos no Zimbábue por caça e tráfico ilegal.

O país da África tem entre 700 e 800 rinocerontes que vivem em reservas particulares e parques nacionais.

Os animais permanecem sob forte vigilância devido ao precário estado de conservação da espécie.

Na semana passada, o Zimbábue lançou uma nova campanha contra a caça ilegal com o slogan "A caça ilegal rouba a todos nós", protagonizada pela atriz Danai Gurira, famosa por seu papel no filme "Pantera Negra". EFE