PUBLICIDADE
Topo

Número de estrangeiros ligados ao EI condenados no Iraque chega a 616

31/12/2018 11h53

Bagdá, 31 dez (EFE).- O número de estrangeiros condenados por envolvimento com o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) chegou a 616, conforme revelou nesta segunda-feira o juiz Abdelsatar Birqadar, porta-voz do Conselho Supremo de Justiça do Iraque.

De acordo com as informações do órgão de máxima instância, divulgadas por meio de comunicado, 108 destes cidadãos de outras nacionalidades são menores de idade. Todos foram detidos desde o início da ofensiva contra os extremistas, em 2014.

Os estrangeiros caíram nas garras da justiça do Iraque durante operações militares e, após a "libertação" do EI, anunciada em dezembro do ano passado, pelo então primeiro-ministro iraquiano Haider al-Abadi.

Do total de detidos, são 466 mulheres e 42 anos, além dos 108 menores. Todos foram julgados e sentenciados de acordo com a lei antiterrorista do país. Além disso, existem, atualmente, 99 suspeitos de pertencer ao Estado Islâmico, que ainda encaram processo.

No comunicado assinado por Birqadar, não foram detalhadas as nacionalidades dos detidos e julgados, nem mesmo as penas aplicadas aos já condenados. Já se revelou anteriormente, no entanto, que houve sentenças de pena de morte e prisão perpétua em alguns destes casos. EFE