PUBLICIDADE
Topo

Mortes em protestos na Venezuela foram provocadas por bala, diz ONG

25/01/2019 14h15

Caracas, 25 jan (EFE).- A ONG Observatório Venezuelano de Conflito Social (OVCS) informou nesta sexta-feira à Agência Efe que as 26 mortes que, de acordo com as suas contas, foram registradas nos protestos contra o governo nas últimas horas foram provocadas por bala.

Conforme os cálculos do OVCS, aos quais a Efe teve acesso, as idades das vítimas variam entre 18 e 47 anos. A contagem tem 24 homens e duas mulheres.

Segundo a ONG, seis pessoas foram mortas em cenários violentos, incluindo saques ou tentativas de violar propriedades privadas. As outras 20 estavam participando de manifestações pacíficas. As mortes foram registradas em Caracas (sete), Bolívar (cinco), Táchira (três), Barinas (três), Portuguesa (três), Amazonas (dois), Monagas (dois) e Yaracuy (um).

"Todos foram baleados", destacou a ONG no seu relatório.

O Observatório também contabilizou cerca de 200 protestos noturnos esta semana e só ontem à noite reportou que em 33 pontos de Caracas centenas de pessoas bateram panelas em suas casas. EFE