PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 60 número de desertores das Forças Armadas da Venezuela na Colômbia

23/02/2019 21h20

(atualiza com aumento do número de desertores)

Cúcuta (Colômbia), 23 fev (EFE).- O número de membros das Forças Armadas da Venezuela que desertaram e buscaram refúgio na Colômbia subiu neste sábado para mais de 60, confirmou o chanceler colombiano, Carlos Holmes Trujillo.

"No dia de hoje chegaram desarmados a território colombiano mais de 60 militares, vários deles oficiais, que solicitaram refúgio na Colômbia, demonstrando a perda de confiança no regime usurpador de Maduro", disse Trujillo em Cúcuta durante uma coletiva de imprensa.

"As deserções aconteceram nos departamentos de Norte de Santander e Arauca durante o dia de hoje", explicou Trujillo.

Somente em Norte de Santander foram 53 os membros das Forças Armadas venezuelanas que desertaram, entre os quais se encontram membros da Guarda Nacional, da Marinha, da Polícia Nacional Bolivariana e das Forças Especiais.

Em Arauca, a Migración Colombia - agência alfandegária - esclareceu que recebeu "oito membros da Guarda Nacional, da Marinha e do Exército".

O diretor da Migración Colombia, Christian Krüger Sarmiento, explicou o processo que os militares desertores seguiram para solicitar proteção das autoridades colombianas.

"O procedimento é se aproximar das autoridades migratórias e nós lhes damos um salvo-conduto", declarou Trujillo.

O processo de deserção começou por volta das 8h (horário local, 11h em Brasília) de hoje quando quatro membros da Guarda Nacional Bolivariana solicitaram a proteção das autoridades colombianas na cidade de Cúcuta. EFE