PUBLICIDADE
Topo

Número de bebês mortos em hospital de Túnis chega a 22

15/03/2019 15h03

Túnis, 15 mar (EFE).- O número de recém-nascidos mortos em um hospital de Túnis, capital da Tunísia, entre 6 e 15 de março, chegou a 22, anunciou nesta sexta-feira o presidente da Associação de Pediatria tunisiana e chefe da comissão de investigação, Mohammed Douagi.

Em entrevista coletiva, Douagi afirmou que 15 mortes aconteceram por causa de uma infecção bacteriana e que, por trás desses fatos, "poderia haver um erro humano".

"A infecção aconteceu devido à alimentação parenteral", afirmou o médico, explicando que a contaminação teria acontecido no intervalo de tempo que passou desde a preparação do alimento até sua administração aos recém-nascidos.

Douagi defendeu "a rapidez com que a direção do hospital reagiu" e insistiu que a origem e a bactéria que causou o problema só serão conhecidas no próximo dia 27, quando as análises chegarem ao fim.

"No caso de se descobrir que se tratou de uma negligência médica, os tribunais é que vão decidir", explicou o médico para dezenas de jornalistas.

A maior parte dos recém-nascidos, internados no hospital de Rabta, morreu no dia 7 de março. EFE