PUBLICIDADE
Topo

Ataque na Cisjordânia deixa um israelense morto e 2 feridos

17/03/2019 12h21

(Atualiza com identidades)

Jerusalém, 17 mar (EFE).- Um israelense morreu e dois ficaram feridos em um ataque cometido com arma branca e pistola neste domingo nos arredores do assentamento judaico de Ariel, no território ocupado da Cisjordânia, segundo informou um porta-voz do Exército de Israel, que suspeita que o agressor seja palestino.

O Exército informou que o sargento Gal Keidan, de 19 anos, foi "morto no esfaqueamento em Ariel". Um dos feridos foi identificado pelo portal "Ynet" como o rabino Aihad Ettinger, de 47 anos e pai de 12 filhos, que está em estado grave.

Nesta manhã, de acordo com o porta-voz militar, um indivíduo "que parece ser um palestino" atacou soldados quando saía de uma área comercial perto de Ariel.

"Parece que atacou os soldados com uma faca e conseguiu pegar uma arma", informou o tenente-coronel Johnatan Conricus, em conferência telefônica.

Conricus detalhou que, em seguida, o agressor começou a disparar contra três carros que circulavam pela região. Ao abrir fogo sobre o primeiro veículo feriu um civil, depois atirou contra um segundo carro e, na sequência, um terceiro, que parou.

"O terrorista entrou no automóvel e dirigiu rumo a Gitai Avishar, na estrada 5", onde disparou contra outros soldados, disse o porta-voz, com base nas investigações iniciais.

O suspeito fugiu para uma vila palestina próxima e está sendo procurado pelos agentes. As forças de segurança reforçaram "as suas capacidades defensivas em Judeia e Samaria e estão em alerta diante do risco de outros ataques inspirados por este", comentou Conricus.

"Sabemos que um israelense morreu e dois ficaram feridos", detalhou o porta-voz. EFE