PUBLICIDADE
Topo

Macron diz que fim do "califado" do EI na Síria elimina ameaça à França

23/03/2019 09h55

Paris, 23 mar (EFE).- O presidente da França, Emmnuel Macron, afirmou neste sábado que a derrota territorial do califado autoproclamado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na Síria, em Baguz, elimina uma ameaça para o país europeu, mas, advertiu sobre a permanência da possibilidade de reação terrorista.

Em uma postagem no perfim que mantém no Twitter, o chefe de Estado considerou um imenso passo a conquista do último bastião de resistência do EI, anunciada pelas Forças da Síria Democrática (FSD), aliança liderada pelos curdos.

"Foi eliminado um grande perigo para o nosso país, mas, a ameaça persiste, e a luta contra os terroristas deve continuar", escreveu Macron.

A França foi um dos países ocidentais mais afetados pela ação de radicais que diziam atuar em nome do Estado Islâmico, como os de Paris, em 2015, que mataram 150 pessoas; ou o atropelamento em massa por um caminhão, em Nice, que deixou 86 óbitos.

"Não nos esqueçamos das vítimas do Daesh", afirmou o presidente. EFE