PUBLICIDADE
Topo

Milícia étnica mata 30 pessoas na região central do Mali

23/03/2019 14h06

Bamaco, 23 mar (EFE).- Ao menos 30 pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas neste sábado em um ataque da milícia Donzo, formada por caçadores da etnia bambara, na região central do Mali.

Fontes tribais e oficiais informaram à Agência Efe que os homens armados, usando uniformes dos caçadores donzos, invadiram pela manhã a cidade de Ogossagou, na região de Mopti, e atacaram a população local, composta de pastores da etnia peul.

Um vereador de Ogossagou classificou o ataque como um "massacre" e ressaltou que o número de mortos deve subir, já que várias pessoas foram gravemente feridas pelos caçadores donzo.

Além disso, o vereador afirmou que um grande número de casas foi queimada pelos homens armados. O Exército do Mali já está na região para reforçar a segurança depois do ataque.

No último dia 17 de fevereiro, mais de 40 civis morreram em um ataque similar contra os integrantes da minoria peul da cidade de Libbé, situada também na comarca de Bankass, onde está Ongossagou.

A região de Mopti foi ao longo de 2018 palco de diversos confrontos entre as duas etnias. Além da disputa pelo controle da região, os donzo acusam os peul de terem vínculos com os grupos jihadistas locais.

Segundo a Human Rights Watch, mais de 200 civis morreram e dezenas de aldeias foram incendiadas no centro do Mali como consequência de ataques de milícias formadas por grupos étnicos da região. EFE