Topo

Erdogan diz que ofensiva na Síria seguirá até a extinção da ameaça terrorista

15/10/2019 13h20

Baku, 15 out (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, garantiu nesta terça-feira que a atuação das forças militares do país no nordeste do país seguirá até que todos os alvos estipulados sejam derrotados.

"A operação continuará enquanto a ameaça terrorista não estiver eliminada. Prosseguirá até que cumpramos plenamente os objetivos que planejamos", disse o chefe de governo, durante a realização da cúpula de países turcomanos, que acontece em Baku, no Azerbaijão.

Erdogan garantiu que a operação na fronteira com a Síria vem acontecendo de acordo com o plano apresentado pelo governo da Turquia junto ao Conselho de Segurança da ONU.

"Peço aos países irmãos que apoiem a Turquia na luta contra o terrorismo", disse o presidente.

Erdogan reafirmou a intenção do governo que lidera de criar uma região de segurança em todo o nordeste da Síria, até a fronteira com o Iraque, onde será criada uma área de reassentamento, para o retorno de refugiados.

"Em sete dias de operação, limpamos dos terroristas mil quilômetros quadrados do território. Garantimos a segurança das nossas fronteiras", assegurou, em evento que também conta com a presença dos governantes de Azerbaijão, Uzbequistão, Cazaquistão e Quirguistão.

Hoje, a Turquia reforçou a presença militar nas regiões que controla no norte da Síria, diante do avanço iminente das forças leais ao presidente sírio, Bashar al Assad -, que chegaram a um acordo com as milícias curdas para conter a ofensiva.

O governo de Erdogan iniciou na última quarta-feira uma operação para expulsar as milícias curdo sírias Unidades de Proteção do Povo (YPG), aliadas dos Estados Unidos na luta contra o Estado Islâmico (EI), mas que Ancara considera uma organização terrorista. EFE

Notícias