PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
2 meses

Maior incêndio ativo nos EUA ultrapassa 80 mil hectares queimados

14/07/2021 03h07

San Francisco (EUA), 13 jul (EFE).- O incêndio Bootleg, o maior entre dezenas atualmente ativos no oeste dos Estados Unidos, ultrapassou 80 mil hectares queimados nesta terça-feira, e os bombeiros advertiram que não esperam tê-lo completamente contido até o final do outono.

O fogo arde há uma semana no sudeste do estado do Oregon, ao longo da divisa com a Califórnia, e afeta uma área montanhosa e vegetação na Floresta Nacional de Fremont-Winema.

A proximidade de uma linha de transmissão de energia de alta tensão que liga as redes da Califórnia e do Oregon levou as autoridades a pedir aos consumidores para reduzirem ao máximo o consumo de eletricidade para evitar a sobrecarga e o agravamento da situação.

As condições climáticas são muito propícias ao avanço das chamas, com um terreno extremamente seco após uma estação chuvosa que terminou com precipitações muito mais baixas do que o normal e temperaturas que estabeleceram recordes de calor por vários dias seguidos em diferentes partes do oeste dos EUA.

Mais de 1 mil bombeiros estão combatendo o fogo, mas a força do fogo é tamanha que o progresso do trabalho é mínimo. Ainda não foi possível controlar o incêndio em nenhuma de suas extremidades, segundo o Centro de Coordenação Interagências do Noroeste (NWCC).

Ao mesmo tempo, cerca de 3 mil bombeiros estão combatendo as chamas de outro incêndio gigante no estado da Califórnia, que queimou mais de 37,6 mil hectares, de acordo com a última atualização do Serviço Florestal dos Estados Unidos.

O fogo se alastra rapidamente e afeta a Floresta Nacional de Plumas, no extremo norte da Sierra Nevada, perto da cidade de Beckwourth, a cerca de 80 quilômetros a noroeste do Lago Tahoe.

Foram emitidas ordens para cerca de 3 mil moradores de vários condados vizinhos da área saírem de suas casas. Os bombeiros esperam ter esse incêndio totalmente contido até o fim deste mês.

O fogo também arde perto do Parque Nacional de Yosemite, com 15% das chamas controladas, mas mesmo assim uma área de mais de 3,8 mil hectares foi queimada desde domingo, de acordo com a última atualização do Departamento de Silvicultura e Proteção contra Incêndios da Califórnia (Cal Fire).

A região onde o incêndio começou neste domingo vem sofrendo com temperaturas elevadas de mais de 42 graus, o que está acelerando a propagação das chamas e tornando extremamente difícil o trabalho bombeiros.

De acordo com números da Cal Fire, até agora neste ano houve mais de 4,1 mil incêndios na Califórnia, embora os meses tradicionalmente mais complicados - outubro e novembro - ainda não tenham chegado.