PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Chanceleres de Venezuela e Turquia discutem sanções internacionais

21/09/2021 02h53

Caracas, 20 set (EFE).- Os ministros de Relações Exteriores da Venezuela, Felix Plasencia, e da Turquia, Mevlüt Çavusoglu, se reuniram nesta segunda-feira e ratificaram sua condenação a sanções internacionais recebidas pelos dois países.

"Realizamos uma reunião bilateral com o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlüt Çavusoglu. Reafirmamos nossa condenação da imposição de medidas coercitivas unilaterais e denunciamos a interferência que enganosamente nos ataca", escreveu Plasencia em sua conta no Twitter.

O chanceler venezuelano, que está em Nova York para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas, também disse que Çavusoglu parabenizou o processo de "diálogo e negociação abrangente" entre o governo do país sul-americano e a oposição no México. As conversas começaram em agosto e terão uma terceira rodada da próxima sexta-feira até a próxima segunda.

Plasencia também falou sobre a sexta cúpula da Comunidade dos Estados da América Latina e Caribe (CELAC), realizada no México no último sábado, a qual classificou como "um sucesso".

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, participou de surpresa da cúpula, que, segundo o ministro das Relações Exteriores, "confirmou o compromisso histórico do país com "a integração, cooperação e solidariedade na América Latina e no Caribe".

A Turquia tem sido um dos países, junto com a Rússia e o Irã, que mais tem oferecido respaldo diplomático a Maduro, o que vem acontecendo desde 2018. Nessa época, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, visitou a Venezuela e ofereceu apoio político e econômico a Maduro, que meses antes havia ganho uma eleição polêmica, cujos resultados não são reconhecidos pela oposição e por parte da comunidade internacional.

Nessa ocasião, os dois países assinaram uma série de acordos, e Erdogan prometeu ao chefe de Estado da Venezuela "cobrir a maior parte das necessidades" do país sul-americano.