PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Ex-presidente da Catalunha é colocado em liberdade na Itália

24/09/2021 14h56

Sassari (Itália), 24 set (EFE).- O Tribunal de Apelação de Sassari, na Sardenha, na Itália, determinou a colocação em liberdade do ex-presidente da Catalunha Carles Puigdemont, que havia sido detido ontem, em cumprimento de ordem da justiça da Espanha.

De acordo com o advogado do líder independentista, Agostinangelo Marras, foi determinado que o também deputado do Parlamento Europeu não deixe a ilha italiana.

O juiz que avaliou o caso considerou a prisão legal, no entanto, decidiu deixar Puigdemont em liberdade sem medidas cautelares, com a única imposição de que não deixe a Sardenha até que seja tomada uma decisão sobre a situação dele.

O líder independentista foi detido ao chegar a L'Alguer, município da ilha, onde participaria de um ato com a secretária das Relações Exteriores da Catalunha, Victòria Alsina, e a presidente do Parlamento da região espanhola, Laura Borràs.

Contra Puigdemont havia vigente um mandado internacional de busca e apreensão, emitido pelo Tribunal Supremo espanhol, após condenação por insurreição.

Hoje, o ex-presidente catalão participou da audiência de maneira virtual e, nas próximas horas, deve ser enviado de volto para o presídio de segurança máxima de Sassari, em que já estava preso desde ontem.

De acordo com o advogado do político, o juiz do caso deverá avaliar posteriormente se o coloca em liberdade novamente ou se determina a extradição para a Espanha, em decisão que deverá ser divulgada, no máximo, "em algumas semanas".

Ontem, Gonzalo Boye, outro responsável pela defesa de Puigdemont, explicou que a ordem de detenção emitida em 14 de outubro de 2019, "por imperativo legal e conforme estabelecido pelo Estatuto do Tribunal de Justiça da União Europeia, está suspensa".