PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
6 meses

Sebastián Piñera recebe 4ª dose de vacina contra a covid-19

07/02/2022 17h00

Santiago do Chile, 7 fev (EFE).- O presidente do Chile, Sebastián Piñera, recebeu nesta segunda-feira a quarta dose de vacina contra a covid-19, um dia depois do país bater recorde no número de casos ativos de infecção pelo novo coronavírus.

"A onda da variante ômicron está causando efeitos devastadores no mundo inteiro. Há dias em que mais de 20 milhões de pessoas se infectaram", disse o chefe de governo, que está em fim de mandato.

As pessoas com mais de 55 anos, que completaram seis meses da aplicação anterior de imunizante, estão autorizadas, a partir de hoje, para receber a quarta dose. Antes, profissionais da saúde e portadores de comorbidades tiveram o mesmo direito, em janeiro.

O Chile se tornou, dessa forma, um dos primeiros países do mundo que aposta na vacinação em massada da com a quarta dose, depois que Israel iniciou o mesmo processo, em 2 de janeiro.

"Esperamos que essa onda da ômicron, que está nos níveis mais altos no Chile, logo, muito logo, comece a cair, e nos permita recuperar nossas vidas", garantiu Piñera, de 72 anos, que foi inoculado em um posto de saúde na cidade de Futrono, a 800 quilômetros ao sul de Santiago, onde passa alguns dias de férias.

Até o momento, mais de 92% da população chilena, composta por 19 milhões de pessoas, completaram o esquema de vacinação contra a covid-19. Além disso, mais de 12,5 milhões de doses de reforço já foram aplicadas no país.

Desde o início da pandemia, o Chile registrou 2,3 milhões de casos e quase 40 mil mortes. Ontem, o país contabilizou 140.307 positivos ativos, ou seja, de pessoas que podem transmitir a covid-19 para outras, a maior marca da pandemia.

Na última sexta-feira, foi alcançado o recorde de positivos detectados em um mesmo dia, que foi de 37.468. EFE