Giro UOL traz os destaques da noite desta terça, 03/05, para você; ouça

Andre Medeiros

Do UOL, em São Paulo

A lista de Janot

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a inclusão de 30 investigados, principalmente da cúpula de PT e PMDB, no principal inquérito da operação Lava Jato analisado pelo tribunal, sobre organização criminosa que atuou na Petrobras.

Entre os nomes citados estão os do ex-presidente Lula, de Jaques Wagner (chefe de gabinete da Presidência), do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e de ministros e ex-ministros dos governos Lula e Dilma.

Leia mais

 

"Líder de célula criminosa"

Ainda sobre o procurador-geral, Rodrigo Janot também afirmou hoje ao STF que Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é um dos líderes de uma célula criminosa que atuou no possível esquema de propinas na usina de Furnas.

A declaração está no pedido de abertura de inquérito para uma nova frente de investigação contra Cunha, baseada na delação do senador Delcídio do Amaral (atualmente sem partido).

Leia mais

 

Sucessão "ficha-limpa"

E tem mais sobre Eduardo Cunha. O ministro do Supremo Marco Aurélio Mello vai ser o relator da ação do partido Rede que pede o afastamento do presidente da Câmara, réu na operação Lava Jato.

A ação da Rede busca um precedente para que qualquer parlamentar na linha sucessória da Presidência deixe o cargo para responder a ação no STF. Assim, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também pode ser alvo de mais uma ação da Rede.

Leia mais

 

Processo avança

A maioria do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado votou pela cassação do mandato do senador Delcídio do Amaral sem partido-MS).

Treze senadores acompanharam o voto do relator Telmário Mota (PDT-RR) no processo por quebra de decoro parlamentar contra o ex-líder do governo na Casa. O parecer ainda tem de passar pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado e, se aprovada, pela Mesa Diretora da Casa.

Leia mais

 

Consequências "terríveis"

O ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Marcello Lavenère, um dos autores do pedido de impeachment contra o ex-presidente Fernando Collor, afirmou hoje que o impedimento de Dilma Rousseff pode trazer consequências "terríveis" para o futuro do Brasil.

Lavenère comparou o processo contra Dilma ao de Collor e afirmou que o caso do ex-presidente constituía crime, diferente do da petista, que não pode ser encarado da mesma forma. O advogado também comparou os deputados que votaram a favor do impedimento a médicos que usam quimioterapia pesada em um corte na mão, o que acaba por matar o paciente.

Leia mais

 

Digite à vontade

A Justiça de Sergipe derrubou hoje a liminar que bloqueava o funcionamento do WhatsApp em todo o país. A empresa conseguiu uma autorização judicial para reverter a decisão do juiz Marcel Montalvão de suspender os serviços do aplicativo por 72 horas, contadas a partir das 14h de ontem.

O desembargador Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, do Tribunal de Justiça de Sergipe, atendeu a um pedido de reconsideração apresentado hoje pelo WhatsApp. Durante a madrugada, o desembargador que estava de plantão havia negado o recurso.

Leia mais

 

Mercado financeiro

A Bolsa de São Paulo fechou em queda de 2,43%, com 52.260,19 pontos. Essa foi a quarta baixa seguida do índice e também o maior percentual diário em um mês.A perda de hoje foi puxada pelo desempenho negativo das ações da Vale, do Itaú Unibanco e do Banco do Brasil.

No mercado de câmbio, o dólar subiu 2,33%, cotado em R$ 3,571 na venda, o maior valor de fechamento em duas semanas. Essa foi também a maior alta percentual diária desde 15 de março.

Leia mais

 

Queda livre

A produção industrial brasileira caiu 11,4% em março em relação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com o IBGE. Este é o 25º mês consecutivo de queda do setor.

Nos três primeiros meses do ano, a queda foi de 11,7% na comparação anual, o pior primeiro trimestre da indústria desde 2009.

Leia mais

 

União pelo Jogos

A presidente Dilma Rousseff iniciou oficialmente hoje o revezamento da tocha olímpica no Brasil. Durante o discurso, Dilma disse que o país vai se unir pelos Jogos apesar da crise política atual.

A tocha chegou pela manhã da Suíça e a primeira pessoa a carregá-la foi a campeã olímpica Fabiana, do vôlei. O revezamento vai durar três meses e acaba no dia 5 de agosto, na abertura oficial dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

Leia mais

 

Madri, a capital da bola?

Comemorar a derrota no futebol não é muito comum. Mas foi isso o que aconteceu em Munique nesta tarde. O Atlético de Madri perdeu para o Bayern por 2 a 1, mas avançou à final da Liga dos Campeões devido ao regulamento do gol marcado fora, já que tinha vencido o primeiro jogo na Espanha por 1 a 0.

O adversário do Atlético pode ser o velho conhecido e arquirrival Real Madrid, reeditando assim a decisão da Liga de 2014, quando o Real conquistou o décimo título do torneio. Para avançar, os merengues precisam vencer amanhã o Manchester City, na Espanha. O primeiro confronto foi 0 a 0.

Leia mais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos