Giro UOL traz os destaques da noite desta quarta, 23/11, para você; ouça

Lucas Menegale

Do UOL, em São Paulo

Joias suspeitas

A diretora comercial da joalheria H.Stern, Maria Luiza Trotta, afirmou em depoimento à Polícia Federal que levava joias na residência de Sérgio Cabral (PMDB), para que o ex-governador do Rio e a mulher, Adriana Ancelmo, fizessem uma "seleção" da peça a ser escolhida. Segundo ela, os pagamentos eram feitos em dinheiro vivo.

Cabral está preso pela Lava Jato por desvio de recursos federais de cerca de R$ 200 milhões.

Leia mais

 

Rio de Janeiro no sufoco

O Tesouro Nacional e o Rio de Janeiro estudam a melhor forma de realizar uma antecipação de receitas dos royalties do petróleo e da venda da dívida ativa para ajudar o Estado, afirmou o governador Luiz Fernando Pezão após se reunir com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Segundo ele, a operação não requer necessariamente o aval do Tesouro, apesar de essa aprovação facilitar muito o processo.

Leia mais

 

Transferência questionada

A defesa do ex-presidente Lula levantou a suspeita de que a força-tarefa da Lava Jato colabora em caráter não formalizado com o governo dos Estados Unidos.

Cristiano Zanin, advogado do petista, baseou a acusação em um depoimento feito por Eduardo Leite, ex-executivo da Camargo Corrêa, que chegou a dizer que foi procurado pelo Departamento de Justiça americano. Ele voltou atrás depois da reação do juiz Sérgio Moro.

Leia mais

 

Alta de preços

O IPCA-15, que é considerado uma prévia da inflação, foi de 0,26% em novembro, o menor para o mês desde 2007. Em relação a outubro o indicador acelerou, já que a alta nos preços tinha sido de 0,19%. Os dados são do IBGE.

Itens como gastos com saúde e habitação puxaram de forma geral a alta nos preços em novembro. O litro do etanol subiu 7,29% no mês e, somando o aumento nos valores das multas de trânsito, que foi de 23,72%, o impacto no setor de transporte foi grande, de 0,46%.

Leia mais

 

Muitos aposentados e pouca receita

Os maiores Estados e municípios brasileiros vão ver as despesas com aposentados subir de uma média de 20% das receitas correntes para 28% até o fim da próxima década, apenas pelo crescimento da quantidade de beneficiários.

O cálculo foi feito pelo TCU (Tribunal de Contas da União), que encerrou hoje uma auditoria sobre os maiores planos de previdência de Estados e municípios.

Leia mais

 

Mercado financeiro

A Bolsa fechou com leve alta de 0,05%, com 61.985,91 pontos. As ações da Vale e do Bradesco tiveram ganhos. Os papéis das siderúrgicas e metalúrgicas fecharam em forte alta, com a Gerdau saltando 8%. Pelo lado negativo, as ações do Banco do Brasil, do Itaú Unibanco e da Petrobras fecharam em queda.

Já no mercado de câmbio, o dólar subiu 1,12% e está cotado em R$ 3,394.

Leia mais

 

Força bruta contra os estudantes

A Polícia Militar retirou à força cerca de 25 estudantes que ocupavam a Escola Estadual Benedito Matarazzo, em São José dos Campos. Alguns alunos resistiram e tiveram de ser arrastados para fora do prédio.

A escola havia sido ocupada no dia anterior em protesto contra as mudanças no ensino médio e a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do governo federal que limita os gastos públicos.

Leia mais

 

Neymar na mira da Justiça

A Justiça espanhola pediu a prisão de Neymar e Neymar pai por dois anos cada por uma suposta ilegalidade na transferência do atacante para o Barcelona em 2013. Além disso, o Ministério Público espanhol quer que a família do jogador pague multa de 10 milhões de euros.

Ainda não há data definida para o julgamento do processo.

Leia mais

 

Acusado de sonegação

O deputado Andrés Sanchez é acusado de ter sonegado impostos e burlado a fiscalização da Receita Federal em uma empresa de embalagens que tinha com familiares antes de ser presidente do Corinthians.

Os crimes teriam sido cometidos pela empresa Orion Embalagens, que em 2005 movimentou cerca de R$ 40 milhões e declarou apenas R$ 5 mil. Os dados foram investigados pela Polícia Federal. A defesa de Andrés não comentou a acusação.

Leia mais

 

Demissão no Morumbi

Ricardo Gomes não é mais técnico do São Paulo. O anúncio foi feito por Marco Aurélio Cunha, diretor executivo do clube paulista, após o treinamento da manhã de hoje.

Nas últimas duas rodadas do Brasileirão, o assistente técnico do clube, Pintado, vai dirigir a equipe. Um novo treinador deve ser anunciado nas próximas semanas. Diretores sinalizam Rogério Ceni como o principal nome.

Leia mais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos