Seis medalhistas de Pequim 2008 perdem premiação por causa de doping

BERLIM (Reuters) - Seis medalhistas dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 tiveram as suas medalhas retiradas pelo Comitê Olímpico Internacional nesta quarta-feira depois de testarem positivo para substâncias proibidas em reavaliações das suas amostras, afirmou o COI.

Três outros atletas também foram desclassificados depois dos novos testes.

Soslan Tigiev, do Uzbequistão, que ganhou a medalha de prata na luta olímpica, a halterofilista ucraniana Olha Korobka, segundo lugar no levantamento de peso na categoria acima de 75 kg, e Andrei Rybakou, de Belarus, segundo no levantamento de peso na categoria 85 kg, estão entre os flagrados usando substâncias proibidas.

Taimuraz Tigiyev, do Cazaquistão, prata na luta olímpica, Nastassia Novikava, de Belarus, bronze no levantamento de peso categoria 53 kg, e Ekaterina Volkova, medalha de bronze nos 3.000 metros com obstáculos, foram os outros atletas que perderam as medalhas.

Todos os seis não passaram nos testes para o esteroide turinabol, e Novikava também testou positivo para stanozolol, um outro esteroide que melhora o desempenho e ajuda na recuperação de contusões.

A lista dos atletas infratores divulgada pelo COI tem ainda a corredora espanhola Josephine Nnkiruka Onyia, o saltador cubano Wilfredo Martínez e o halterofilista do Azerbaijão Sardar Hasanov.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos