Gastos do consumidor e exportações provavelmente impulsionaram PIB dos EUA no 3º tri

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - O crescimento econômico dos Estados Unidos deve ter acelerado no terceiro trimestre, uma vez que os consumidores mantiveram um forte ritmo de gastos e as exportações aumentaram, mantendo o banco central do país a caminho de elevar a taxa de juros em dezembro.

O Produto Interno Bruto (PIB) provavelmente expandiu a uma taxa anual de 2,5 por cento após crescimento de 1,4 por cento no segundo trimestre, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas. Essa seria a taxa mais forte desde o segundo trimestre de 2015.

Além dos gastos dos consumidor e das exportações, a economia também deve ter recebido impulso de uma recuperação na atividade de mineração e do investimento em estoques.

Mas o crescimento do PIB pode surpreender para cima após dados na quarta-feira terem mostrado uma forte queda no déficit comercial de bens em setembro. O governo publicará sua primeira estimativa do PIB do terceiro trimestre nesta sexta-feira às 10:30 (horário de Brasília).

Se o crescimento atender às expectativas, deve ajudar a dispersar qualquer temor de que a economia corria o risco de estagnar.

Embora o Federal Reserve esteja mais focado em emprego e inflação, sinais de fortalecimento econômico darão suporte a uma alta da taxa de juros em dezembro. O Fed elevou sua taxa de juros referencial em dezembro passado pela primeira vez em quase uma década.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729)) REUTERS CMO PF

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos