Consumidor online brasileiro compra mais no exterior durante Black Friday, mostra estudo

SÃO PAULO (Reuters) - A Black Friday é a data do varejo brasileiro em que consumidores online do país que adquirem produtos no exterior mais aumentam suas compras em sites de outros países, de acordo com estudo global da Ipsos, feito sob encomenda da empresa de pagamento eletrônico PayPal.

A pesquisa afirma que 49 por cento dessa parcela dos que compram no exterior aumentam suas compras fora do Brasil durante a Black Friday, enquanto 43 por cento aumentam as compras no Natal e 38 por cento em vendas sazonais.

A pesquisa foi conduzida no Brasil entre 29 de setembro e 3 de outubro, com amostra de 802 pessoas.

De acordo com o diretor de marketing do PayPal para a América Latina, Renato Pelissaro, o que explica esse movimento é a oportunidade de se conseguir descontos muito acima dos praticados pelas lojas em outras datas.

"A Black Friday, embora já seja uma aposta importante do setor de varejo também no Brasil, é quase mítico em alguns países do mundo, principalmente nos Estados Unidos", afirmou.

Ele também citou que no exterior o consumidor tem sempre muito mais opções de produtos para adquirir do que no Brasil, o que é amplificado pela Black Friday.

A Black Friday brasileira acontece na sexta-feira e a expectativa do idealizador do evento é de que deve movimentar 2 bilhões de reais este ano.

Ainda em relação às compras em sites no exterior, mais especificamente às categorias dos produtos, 47 por cento dos entrevistados disseram que compraram roupas, calçados e acessórios nos últimos 12 meses.

Na sequência, aparecem as compras de cosméticos e produtos de beleza (28 por cento) e de equipamentos eletrônicos, computadores, tablets e smartphones (27 por cento).

A Ásia é o principal mercado dos consumidores online brasileiros. De acordo com o estudo, dos brasileiros que compraram online nos últimos 12 meses, 30 por cento disseram ter feito compras em sites da Ásia, principalmente China.

Pelissaro disse que o tíquete médio dos produtos comprados por brasileiros na Ásia faz toda a diferença na preferência pelo continente, uma vez que é de 587 reais por cliente por ano, ante 1.366 reais em lojas dos Estados Unidos, por exemplo.

América do Norte aparece na sequência, com 19 por cento; seguida por Europa, com 7 por cento; e Américas Central e do Sul (excluindo Brasil), com 4 por cento, de acordo com o levantamento.

(Por Paula Arend Laier)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos