Rússia diz que maior parte de suprimentos da ONU na Síria vai para áreas rebeldes

MOSCOU (Reuters) - O Ministério das Relações Exteriores da Rússia se queixou nesta quarta-feira que a ajuda humanitária na Síria tem se tornado cada vez mais politizada, e disse que a ajuda da Organização das Nações Unidas (ONU) vai principalmente para áreas controladas por rebeldes antigoverno.

Maria Zakharova, porta-voz do ministério, disse que somente um por cento da ajuda humanitária da ONU estava sendo direcionada para Deir Al-Zor, onde ela disse que ao menos 200 mil pessoas estavam isoladas por militantes do Estado Islâmico e precisavam de suprimentos.

Por outro lado, ela disse que a maior parte dos suprimentos da ONU estão sendo entregues em áreas rebeldes, incluindo áreas controladas pelo grupo previamente conhecido como Frente Nusra.

(Reportagem de Maria Kiselyova)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos