Vazamento expõe dados de investigações da Europol sobre terrorismo

AMSTERDÃ (Reuters) - A Europol informou nesta quarta-feira que informações de diversas investigações internacionais sobre grupos terroristas compiladas pela agência de polícia da Europa foram deixadas acidentalmente abertas na internet sem qualquer senha por uma ex-agente, e que não há indicação de que alguma operação tenha sido comprometida.

A Europol, que ajuda a coordenar ações e coopera com organizações policiais de países da União Europeia, informou que os dados tinha dez anos e que a agente era uma policial experiente que levou o dossiê para trabalhar em casa.

Depois que a policial deixou a instituição, a agência mudou seus sistemas para prevenir que funcionários consigam colocar informações em dispositivos externos de memória, disse o porta-voz da Europol Jan Op Gen Oorth.

A Europol não acredita que ela tenha feito de propósito.

"Era contra as regras à época, mas era possível fazê-lo. Agora é impossível", disse Op Gen Oorth.

A Europol foi informada sobre a questão pela rede de TV holandesa Zembla há dois meses e não acredita que o dossiê tenha sido visto pelos alvos, embora a hipótese não possa ser descartada, disse Op Gen Oorth.

De acordo com a rede Zembla, a ex-funcionária colocou os dados em um disco rígido conectado à internet, sem perceber que eles estavam acessíveis para qualquer pessoa.

A Zembla não publicou o dossiê, que disse conter informações sobre 54 investigações policiais diferentes, incluindo nomes e números de telefone de suspeitos.

(Reportagem de Toby Sterling)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos