Canadense G3 Global confirma construção de terminal de grãos em porto de Vancouver até 2020

WINNIPEG (Reuters) - A canadense G3 Global irá construir um terminal de grãos no porto de Vancouver até 2020, aumentando o fluxo de trigo e canola que sai do país para a Ásia e América Latina, disse a companhia nesta quarta-feira.

Sediada em Winnipeg, a G3 Global, uma parceria da companhia agrícola saudita SALIC e da operadora de grãos dos Estados Unidos Bunge, tem avaliado o projeto, que custará mais de 500 milhões de dólares canadenses (373,64 milhões de dólares), desde o ano passado.

A G3 Global, que adquiriu a Câmara de Trigo Canadense e as operações de grãos da Bunge no Canadá em 2015, é uma pequena participante em uma indústria canadense dominada pela Richardson International, pela Viterra, uma unidade da Glencore, e pela Cargill.

O terminal, que terá capacidade de operar com 8 milhões de toneladas de grãos anualmente na costa norte da enseada de Burrard, seria a primeira nova instalação de grãos em quase 50 anos no porto, um dos mais movimentados do Canadá. O Canadá, maior exportador mundial de canola e um dos maiores exportadores de trigo, tem produzido suas maiores safras já registradas nos últimos anos.

(Por Rod Nickel)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos