Alemanha solta tunisiano detido por suspeita de ligação com ataque em Berlim

KARLSRUHE, Alemanha (Reuters) - Autoridades da Alemanha soltaram um tunisiano detido por suspeita de envolvimento com o ataque com um caminhão a um mercado natalino de Berlim na semana passada que matou 12 pessoas, informou nesta quinta-feira uma porta-voz da procuradoria federal.

"Investigações posteriores mostraram que a pessoa detida não era a possível pessoa de contato de Anis Amri e, portanto, ele foi solto", disse Frauke Koehler, referindo-se ao homem apontado como responsável por ter sequestrado um caminhão e atropelado uma multidão no mercado de Berlim.

Investigadores encontraram o número de telefone do tunisiano de 40 anos que foi solto nesta quinta no celular de Amri.

A porta-voz da procuradoria disse ainda que a arma usada por Amri no caminhão tinha o mesmo calibre da arma utilizada por ele contra a polícia italiana em Milão, onde foi morto a tiros dias após o ataque em Berlim.

Ela disse ainda que o sistema automático de freio do caminhão forçou a parada do veículo de 70 a 80 metros após o impacto com o mercado, o que evitou um número ainda maior de vítimas.

(Reportagem de Ursula Knapp)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos