Governo britânico não tem intenção de revogar Artigo 50, diz porta-voz de May

LONDRES (Reuters) - O governo britânico não tem intenção de revogar sua saída da União Europeia assim que o processo formal de saída seja acionado, disse nesta segunda-feira o porta-voz da primeira-ministra britânica, Theresa May.

May planeja acionar o Artigo 50 do Tratado de Lisboa da União Europeia até o final de março, dando início a até dois anos de conversas de saída.

Advogados do governo disseram que, assim que iniciado, o processo é irrevogável, mas alguns líderes da UE dizem que o Reino Unido pode mudar de opinião e um desafio legal para determinar possibilidade de reversão foi preenchido em um tribunal irlandês.

"Não temos intenção de revogar o Artigo 50", disse o porta-voz a repórteres.

"O povo britânico foi bem claro que quer a saída da União Europeia. O Artigo 50 é o mecanismo pelo qual iniciamos o processo, então este governo tem muito claro que iremos entregar o resultado do referendo."

(Reportagem de Elizabeth Piper)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos