Turquia detém 35 possíveis membros do Estado Islâmico em Istambul, diz mídia

ANCARA (Reuters) - Autoridades turcas detiveram nesta quarta-feira 35 possíveis membros do Estado Islâmico durante operações em Istambul, relatou a rede Haberturk.

A polícia realizou operações simultâneas em 41 locais pela cidade e coletou diversos documentos ligados ao grupo jihadista, segundo a rede.

O grupo foi culpado por ao menos metade de uma dúzia de ataques contra alvos civis na Turquia nos últimos 18 meses, fazendo com que autoridades intensificassem esforços para romper possíveis ligações.

Trinta e nove pessoas, na maioria estrangeiras, foram mortas no Ano Novo quando um militante do Estado Islâmico abriu fogo dentro de uma casa noturna em Istambul. O Estado Islâmico disse que o ataque foi vingança pelo envolvimento militar turco na Síria.

A Turquia, que é membro da Otan, é parte de uma coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o Estado Islâmico e realizou uma incursão na Síria em agosto para afastar o grupo jihadista e milícias curdas de suas fronteiras.

(Reportagem de Tuvan Gumrukcu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos