Enviado da ONU pede que potências preservem cessar-fogo na Síria

GENEBRA (Reuters) - O enviado da Organização das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, pediu neste sábado que Rússia, Turquia e Irã salvem o frágil cessar-fogo na Síria, medida que também ajudaria a manter as negociações de paz em curso.

O presidente sírio, Bashar al-Assad, e seus aliados - Rússia, Irã e milícias xiitas de países próximos - buscam conter o maior assalto rebelde em meses, que começou nesta semana na capital Damasco e em Hama.

“As crescentes violações nos últimos dias estão minando o regime de cessar-fogo acordado nas reuniões de Astana, com consequências significativamente negativas para a segurança dos civis sírios, para o acesso humanitário e para o processo político”, disse de Mistura em um comunicado no terceiro dia de negociações de paz.

O enviado das Nações Unidas disse que escreveu aos ministros das Relações Exteriores de Rússia, Irã e Turquia, os três fiadores do cessar-fogo que entrou em vigor em 30 de dezembro, urgindo que “realizem esforços urgentes para manter o regime de cessar-fogo”.

O principal negociador do oposicionista Comitê de Altas Negociações (HNC, na sigla em inglês), Nasr Hariri, disse após a reunião com o enviado da ONU neste sábado que 15 civis foram mortos e 70 feridos no bombardeio de um mercado em Hamouriya, em Damasco.

(Por Stephanie Nebehay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos