Representante de Khamenei diz que líder do Estado Islâmico está "definitivamente morto"

ANCARA (Reuters) - A agência de notícia estatal do Irã citou um representante do líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, afirmando nesta quinta-feira que o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, está "definitivamente morto".

"O terrorista Baghdadi está definitivamente morto", disse sem dar mais detalhes o clérigo Ali Shirazu, representante das forças Quds, segundo a Irna. Posteriormente a agência atualizou a reportagem e retirou a declaração sobre a morte de Baghdadi.

As forças Quds são encarregadas das operações fora das fronteiras iranianas. Representantes do Ministério das Relações Exteriores do Irã não estavam imediatamente disponíveis para comentar.

Relatos sobre a morte ou de ferimentos de Baghdadi têm sido feitos com frequência desde que ele declarou um califado para governar todos os muçulmanos em uma mesquita em Mosul em 2014, depois que seus combatentes capturaram grande parte do Iraque.

A Rússia disse em 17 de junho que suas forças podem ter matado Baghdadi em um ataque aéreo na Síria. Os Estados Unidos disseram nesta quinta que não tem informações que corroborem tais relatos. Autoridades iraquianas também mostraram ceticismo em relação a isso nas últimas semanas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos