Manifestantes entram em confronto com a polícia durante reunião do G7 em Turim

MILÃO (Reuters) - Manifestantes entraram em confronto com a polícia neste sábado na cidade italiana de Turim quando tentavam acessar o espaço em que ocorre a reunião do G7 sobre mercado de trabalho.

Protestando principalmente contra empregos de baixo salário e contratos de curto prazo, eles não conseguiram furar o bloqueio da polícia no acesso ao Reggia di Venaria, antiga residência real nos arredores de Turim, onde ministros de Trabalho das sete economias mais desenvolvidas do mundo estavam reunidos.

Alguns protestantes encapuzados arremessaram bombas de fumaça e fogos de artifício contra os policiais, depois de fracassarem na tentativa de romper o bloqueio.

A reunião do G7, convocada para discutir o impacto das tecnologias digitais no mercado de trabalho, teve início na sexta-feira e os tumultos começaram na madrugada deste sábado no centro de Turim.

(Por Valentina Za)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos