Estados Unidos se desqualificaram do processo de paz do Oriente Médio, diz presidente palestino

PARIS (Reuters) - Os Estados Unidos se "desqualificaram" do processo de paz do Oriente Médio depois que reconheceram Jerusalém como capital de Israel, disse o presidente palestino, Mahmoud Abbas, nesta sexta-feira.

"Os Estados Unidos não são mais um mediador honesto no processo de paz, nós não aceitaremos nenhum plano apresentado pelos Estados Unidos", disse Abbas, durante coletiva de imprensa conjunta com o presidente francês, Emmanuel Macron, em Paris.

Abbas também condenou uma ameaça feita pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de cortar auxílios financeiros a países que votaram na ONU contra a decisão de Washington de reconhecer Jerusalém como capital israelense.

Na quinta-feira, mais de 120 países desafiaram Trump e votaram a favor de uma resolução da Assembleia Geral da ONU que pede que os Estados Unidos voltem atrás em sua recente decisão sobre Jerusalém.

Macron reiterou nesta sexta-feira que a França permanece comprometida com uma solução de "dois Estados", na qual israelenses e palestinos possam coexistir pacificamente um ao lado do outro.

Macron acrescentou que a França irá reconhecer um Estado palestino "no momento certo" e não sob pressão.

(Reportagem de Marine Pennetier e Sudip Kar-Gupta)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos