Crítico a Putin, opositor russo Navalny ultrapassa primeiro obstáculo em candidatura à Presidência

MOSCOU (Reuters) - O líder da oposição da Rússia, Alexei Navalny, ultrapassou neste domingo o primeiro obstáculo para participar da eleição presidencial do ano que vem, mesmo que a comissão central eleitoral tenha anteriormente lhe tornado inelegível para concorrer.

Navalny, de 41 anos, é um feroz opositor ao presidente Vladimir Putin, que é amplamente esperado para conquistar reeleição em março, estendendo seus 17 anos no poder.

Neste domingo, Navalny, um manifestante veterano contra a corrupção entre a elite da Rússia, recebeu o apoio inicial de 742 pessoas em um comício em um distrito de Moscou, acima do mínimo de 500 exigido para iniciar uma candidatura presidencial.

"Não há apoio em larga escala a Putin e seu governo neste país", disse Navalny no comício, se descrevendo como um "candidato real" à eleição e ameaçando um boicote à votação por seus apoiadores caso seja impedido de concorrer.

Mas Navalny agora precisa ser oficialmente registrado como um candidato pela comissão central eleitoral da Rússia, que informou anteriormente que ele é inelegível por conta de uma sentença prisional suspensa, que ele diz ter sido motivada politicamente.

Navalny foi preso três vezes neste ano por acusações de organizar repetidamente encontros públicos e comícios em violação às leis existentes. Ele diz que o Kremlin está deliberadamente tentando frustrar suas ambições políticas.

(Por Polina Nikolskaya)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos