Crítico de Putin, Navalny é impedido de disputar Presidência na Rússia

MOSCOU (Reuters) - A comissão central eleitoral da Rússia votou nesta segunda-feira para impedir que o líder da oposição Alexei Navalny dispute a eleição presidencial do ano que vem, afirmando que ele é inelegível por causa de condenação criminal passada.

A comissão disse que a condenação, pela qual Navalny recebeu uma sentença suspensa e a qual ele afirma ter motivação política, significa que ele não poderá disputar a eleição em março.

Doze integrantes da comissão de 13 membros votaram para barrar Navalny. Um membro do órgão se absteve argumentando um conflito de interesse.

As pesquisas mostram que o presidente russo, Vladimir Putin, caminha para se reeleger confortavelmente, o que significa que ele deve permanecer no poder até 2024.

Navalny, de 41 anos, foi preso três vezes neste ano e foi acusado de violar a lei ao repetidamente organizar encontros públicos e manifestações.

(Reportagem de Vladimir Soldatkin e Denis Pinchuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos