Tempestade de neve em Tóquio interrompe transportes ferroviários, aéreos e rodoviários

TÓQUIO (Reuters) - Uma rara tempestade de neve atingiu Tóquio nesta segunda-feira, interrompendo serviços ferroviários, forçando o cancelamento de diversos voos e fazendo com que vários japoneses atendessem ao alerta oficial para voltarem para casa mais cedo.

A neve começou a cair na manhã desta segunda-feira e deve permanecer ate terça-feira. Às 17h (horário local), 6 centímetros já haviam caído na região central de Tóquio, conforme a tempestade se intensificava, relatou a emissora nacional NHK.

Serviços ferroviários foram reduzidos e algumas rodovias foram fechadas, uma vez que estradas congeladas estavam causando acidentes. Cerca de 250 voos do aeroporto de Haneda, em Tóquio, foram cancelados.

Um sistema de baixa pressão e frente fria na costa da ilha de Honshu, no Japão, são esperados para provocar temperaturas mais baixas e mais neve durante o dia e a noite, informou a Agência Meteorológica do Japão.

A capital japonesa frequentemente vê neve ao menos uma vez ao ano, mas desta vez a neve é esperada para acumular, ao invés de derreter rapidamente como normalmente.

O governo emitiu alertas de neve forte para a área em torno da capital, somente duas semanas após centenas de pessoas ficarem presas durante a noite em um trem no norte do Japão por conta de neve intensa.

A emissora NHK emitiu recomendações detalhadas para lidar com as condições meteorológicas, incluindo vestir botas resistentes, ir para casa mais cedo e não andar com as mãos nos bolsos de casacos, em caso de quedas ou tropeços.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos