PUBLICIDADE
Topo

Presidenciável evangélico da Venezuela exalta valores cristãos durante crise

22/02/2018 12h01

Por Ana Isabel Martinez e Andreina Aponte

CARACAS (Reuters) - Um pastor evangélico da Venezuela que está concorrendo a presidente disse na quarta-feira que líderes religiosos conquistaram o direito de ingressar na política na América Latina devido ao fracasso dos políticos na região, onde candidatos protestantes estão em ascensão.

Em uma entrevista concedida na quarta-feira, Javier Bertucci disse que sua promessa de restaurar "valores" perdidos durante a crise econômica do país bastará para derrotar o atual presidente, Nicolás Maduro, na eleição de 22 de abril, que a coalizão opositora está boicotando por afirmar que será fraudada.

"Se alguém merece somos nós, porque estamos aqui há muitos anos, estivemos ao lado dos pobres, dos carentes", afirmou Bertucci, fundador da Igreja Maranatha no Estado central de Carabobo.

"Os políticos (aparecem) na época da eleição, pedem votos, dão algumas coisas e desaparecem. Esta é uma percepção em toda a América Latina".

A candidatura de Bertucci vem na esteira do sucesso do cantor evangélico Fabricio Alvarado na Costa Rica, onde é o favorito para conquistar a Presidência do país da América Central no segundo turno de abril.

O cristianismo evangélico, com seus pastores carismáticos e suas cerimônias animadas, vem crescendo rapidamente na América Latina, que foi predominantemente católica durante séculos.