Pastor evangélico Billy Graham será enterrado na Carolina do Norte nesta 6ª-feira

Por Ian Simpson

(Reuters) - O pastor evangélico norte-americano Billy Graham, que pregou para milhões de pessoas no mundo todo durante seus 70 anos de ministério, será enterrado nesta sexta-feira em seu Estado natal de Carolina do Norte, em um funeral com a presença de milhares de pessoas, incluindo o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O funeral de Graham, que morreu no dia 21 de fevereiro aos 99 anos, acontece depois que seu corpo foi velado no Capitólio dos EUA em reconhecimento a um líder religioso que aconselhou presidentes e que foi o primeiro pastor evangélico conhecido a levar sua mensagem ao bloco soviético.

Graham será enterrado em um caixão de pinho feito por presidiários do Estado de Louisiana, ao lado de sua mulher, Ruth, na Biblioteca Billy Graham de Charlotte, Carolina do Norte, segundo os organizadores do funeral.

A cerimônia de 90 minutos será realizada no estacionamento da biblioteca sob uma tenda emblemática da campanha de Graham de 1949, em Los Angeles, que deu destaque a seu trabalho como pastor evangélico.

"Era a intenção explícita do sr. Graham que seu funeral refletisse e reforçasse a mensagem evangélica que ele pregou por décadas, a necessidade de uma relação pessoal com Deus por meio de Jesus Cristo", disse Mark DeMoss, porta-voz da Associação Evangélica Billy Graham, em comunicado.

Trump estará entre os cerca de 2.300 convidados do funeral, junto com a primeira-dama, Melania Trump, o vice-presidente, Mike Pence, e sua esposa, Karen, segundo organizadores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos